LINHA DE PRODUTOS MAQUISUL

Matriz: Imperatriz - Embratel (99) 2101.3555 / Oi (99) 3525.3555 | Filial: Belém (91) 3202.0260

Publicada em 20/04/2016 - 08h48

Proteção auditiva contra baixas e altas frequências

Proteção auditiva contra baixas e altas frequências

A audição humana é capaz de ouvir sons com frequência entre 20 e 20.000 Hertz (Hz). Muitos ruídos industriais estão entre essas frequências e, por isso, podem ser ouvidos de forma constante, podendo não apresentar danos físicos à saúde, mas, causando incômodos ao trabalhador. No entanto, há algumas máquinas especializadas que emitem níveis de ruídos muito próximos dos limites máximos e mínimos da faixa de audição - o ruído de baixa frequência de algumas turbinas ou equipamentos de mineração, por exemplo, atuam em frequências abaixo de 100 Hz.

Outro exemplo é o ruído intenso de alta frequência de uma máquina de solda ultrassônica que opera entre 15.000-20.000 Hz - os quais se o trabalhador for exposto por longos períodos sem a proteção adequada, estes sim podem causar danos para a audição humana.

A atenuação dos protetores auditivos é testada entre 125 e 8000 Hz, e estes resultados são impressos na embalagem do protetor. Mas e quanto às frequências além desta faixa de teste - abaixo de 125 Hz ou acima de 8.000 Hz? Os plugues de espuma e abafadores oferecem proteção adequada além das frequências que são testados?

LINHA DE PRODUTOS MAQUISUL